5 Técnicas de Vendas Essenciais - FRVendas

5 Técnicas de Vendas Essenciais

5 Técnicas de Vendas Essenciais

5 Técnicas de Vendas Essenciais

Objetivo do texto:

Uma das áreas mais importantes da empresa é a área comercial, as vendas são cruciais para o sucesso de uma empresa. Porém, uma equipe mal preparada pode acabar afastando os clientes do seu negócio.

Neste texto vamos abordar 5 técnicas de Vendas Essenciais, que poderão ajuda-los a obter sucesso com as vendas, independente da área que o profissional atua.

Fechar uma venda faz parte de um processo, até que de fato obtenha o tão desejado “SIM” do cliente, todo vendedor deve ter seu processo já pré-definido a seguir, vamos falar de 5 técnicas de Vendas Essenciais. Vamos lá:

 

1. Mostre todos os benefícios

 

No momento da negociação, uma das melhores técnicas de vendas é apresentar os benefícios que o cliente terá ao adquirir seu produto. Porém, é certo que no momento da apresentação destes benéficos o cliente inconscientemente se perguntará “e dai?”. Neste momento deverá estar preparado para reverter esta situação.

É importante que sempre utilize após apresentar os benefícios frases como: “isso quer dizer que”, “isso serve para” ou ainda “isso significa que” fazendo uma ligação entre o benefício X realidade ao cliente.

Exemplificando, se você vende geladeira e diz que o aparelho que estão negociando é um equipamento mais potente que o do concorrente e ainda é ecologicamente correto, isso quer dizer que ele não agredirá o meio ambiente, terá uma geladeira que atenderá suas necessidades, não deixará seus produtos estragar e ainda gastará menos energia!

Esta técnica ajudará o cliente se sentir seguro quanto ao produto que pretende adquirir, e pode ajudar a fechar a negociação com mais rapidez.

 

 2. Aprendendo a ouvir seu cliente

 

Pequenos detalhes podem fazer muita diferença na hora da negociação.

Conforme um estudo feito pelo Sebrae-SP, serviço de apoio a empresas, 68% das vendas são determinadas pela forma como se atende o cliente.

É importante saber ouvir, esta é a palavra chave para atender bem o cliente, conhecê-lo melhor, vender mais e consequentemente descobrir o momento certo de vender.

Ter como prática habitual ouvir seus clientes, levará a empresa a evitar erros futuros e terá maiores possibilidades de fidelizar com mais eficiência.

Abaixo algumas ações que tornam o vendedor um bom ouvinte:

  • Entrar de cabeça na conversa ou negociação;
  • Mostrar motivação ao ouvir seu cliente;
  • Sempre pergunte ao ficar com dúvida, interrompa e peça para repetir;
  • Entender o que ele precisa antes de oferecer;
  • Cuidado, quando a outra pessoa estiver falando não mude de assunto repentinamente pois pode parecer desinteresse.

Somos pouco treinados a escutar, falamos demais e escutamos poucos, porém, saber ouvir é essencial para fazer os questionamentos corretos.

 

3. Estabelecer uma relação de confiança com o cliente

 

Confiança não se estabelece de uma hora para a outra, é preciso investir tempo, energia e dedicação. Confiança é a palavra chave para abrir as portas de bons negócios.

Como construir esta relação de confiança?

O cliente precisa sentir que pode contar com os serviços oferecidos pela empresa, procure cumprir suas propostas, não ocultar preços e ser transparente pois, falhas nas informações passadas durante o processo de apresentação, podem render além de frustrações do seu cliente, um post nas redes sociais falando mal da sua empresa.

Prefira sempre ser honesto, vá direto ao ponto e não tente esconder nada.

Esteja sempre disponível para tirar dúvidas, deixar o cliente sem retorno ou demora na resposta pode parecer que não se importa ou ainda que não sabe resolver o problema, mostre segurança ao falar com ele.

 

4. Como fechar o negócio

 

A fase da conclusão de uma venda é, geralmente, é um momento difícil e decisivo. Momento de redobrar a cautela com o cliente, pois neste momento ele já possui todas as informações de que precisa, todas as etapas já foram passadas e não restam dúvidas.

É importante que o cliente se sinta único em uma lista de muita gente tentou entrar e não conseguiu.

Não tente empurrar nada, não diga “vamos fechar?” antes de o cliente estar realmente preparado para isso. O cliente normalmente irá revelar sinais para demonstrar que está inclinado a comprar e o nosso trabalho como vendedor é reconhecer este sinal e convertê-lo em venda.

Mas a final, quais são esses sinais?

Algumas expressões corporais são inerentes aos seres humanos, entre elas a falta de conexão visual, mãos nos bolsos, braços cruzados e pés inquietos geralmente não são bons sinais.

O grau de envolvimento do cliente com o negócio diz muito, preste atenção na forma como ele se expressa ao falar do negócio, os termos que ele usa, se já fala como se fosse dono do negócio ou se imaginando como dono, neste caso as chances de que o momento da compra se aproxima são muito boas.

Use como estratégia de fechamento, comentar detalhes de entrega, discutir opções e fazer perguntas como se a venda já estivesse concretizada, são alternativas simples, mas eficazes para lidar com clientes que tem dificuldades em tomar decisões, crie um cenário realista em sua mente.

Cuidado com sua postura ao ouvir o tão esperado SIM. Aquela sensação de comemorar com aquele sorriso egocêntrico pode ser inevitável, mas contenha-se e deixe para comemorar em casa.

 

5. Invista no pós-venda

 

O pós-venda é o convite a retornar, no franchising é muito comum que o vendedor desenvolva também o pós-venda dentro da empresa, por isso é tão importante que entenda sobre o produto que está vendendo e também que possua informações sobre o cliente. Desta forma poderá se necessário oferecer suporte ao seu cliente, oferecer orientações complementares, solucionar possíveis problemas e até mesmo identificar oportunidades de novas vendas.

Uma das falhas mais comuns de muitas empresas é repassar os problemas para terceiros. Quando um cliente o procura devido a uma falha ou algum problema, ele não quer saber se o problema é do fornecedor, ele quer resolver o quanto antes o problema. Assuma a responsabilidade pela venda e resolva o seu problema.

Quando deve acontecer o pós-venda?

Deve acontecer após o cliente experimentar o produto e ter tempo suficiente de ter suas primeiras impressões para passar.

Alguns exemplos para um ótimo pós-vendas são:

  • Telefonar, perguntando se está satisfeito com o produto;
  • Enviar cartões de agradecimento;
  • Treinamento gratuito;
  • Assessoria/Acompanhamento técnico, sem custo adicional.

São atitudes que superam as expectativas do cliente, garantem que a entrega do que foi prometido está sendo realizada com sucesso e ajuda a mapear o grau de satisfação do cliente.

Conhecer boas técnicas de vendas sempre pode auxiliar um vendedor em seu dia a dia profissional, espero tê-lo ajudado! Caso precise te alguma ajuda ou tirar alguma dúvida, é só falar comigo aqui.

Muito sucesso e até a próxima!

Lais Silva | Expansão Grupo FRVendas

 

- Palestrante, consultor e empresário. - Executivo do Small Giants Brasil (clube dos 100 VendaMais) e colaborador da revista VendaMais. Estou à frente da NetBranding Consultoria desde 1998, transformando a marca de clientes em marcas vendedoras, que ao mesmo tempo em que aumentam suas vendas, tornam-se fortes para vender bem sempre. Em minhas palestras e treinamentos pelo Brasil auxilio profissionais de vendas a tornarem-se também uma marca vendedora, entregando para a empresa grandes resultados e tornando sua própria carreira uma marca que vende bem ao longo do tempo. Specialties: Especialista em branding e inteligência de mercado para o segmento de franquias e pequenas e médias empresas.

Compartilhe

- Palestrante, consultor e empresário. - Executivo do Small Giants Brasil (clube dos 100 VendaMais) e colaborador da revista VendaMais. Estou à frente da NetBranding Consultoria desde 1998, transformando a marca de clientes em marcas vendedoras, que ao mesmo tempo em que aumentam suas vendas, tornam-se fortes para vender bem sempre. Em minhas palestras e treinamentos pelo Brasil auxilio profissionais de vendas a tornarem-se também uma marca vendedora, entregando para a empresa grandes resultados e tornando sua própria carreira uma marca que vende bem ao longo do tempo. Specialties: Especialista em branding e inteligência de mercado para o segmento de franquias e pequenas e médias empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *